Estoril Open 2012 | Juan Martin del Potro venceu

Maio 6, 2012

Juan Martin del Potro venceu pelo segundo ano consecutivo o Estoril Open e confirmou o favoritismo que lhe era atribuído no início da prova. O argentino, 12º no ranking mundial, derrotou na final o francês Richard Gasquet por 6-4 e 6-2. A final da 23ª Edição do Estoril Open teve a duração de uma hora e vinte e sete minutos. O primeiro set ficou marcado pelo equilíbrio entre os dois tenistas, tendo Del Potro levado a melhor diante o francês por 6-4. No segundo set, o argentino mostrou toda a sua classe e venceu por expressivos 6-2, finalizando a partida com um às. Com esta vitória Del Potro passa a integrar o restrito lote de tenistas que conseguiram vencer o Estoril Open por duas vezes, juntando-se a Thomas Muster, vencedor em 1995 e 1996 e ainda Albert Montanes, que venceu em 2009 e 2010.

in Correio da Manhã


Estoril Open 2012

Abril 28, 2012

O maior torneio de ténis de Portugal arranca hoje. Cabeça de cartaz  é o argentino Juan Martin del Potro que regressa ao Estoril Open para defender o título. A presença do seu compatriota Juan Ignacio Chela  e dos espanhóis Juan Carlos Ferrero e Albert Montañes aumentam também a espectativa sobre o torneio.  Gael Monfils e Richard Gasquet são outras presenças garantidas no piso de terra batida para discutir o título. O estoril Open completa este ano 23 anos de existênciae é a única prova portuguesa a integrar os circuitos mundiais de ténis. Esta é uma prova que atrai anualmente milhares de espectadores. De 28 de Abril a 6 de Maio no Estádio Nacional. As entradas no recinto de 5 a 10 euros, bilhetes para court central de 8 a 60 euros.

Estoril Open


Vale do Lobo Grand Champions 2009

Agosto 11, 2009

A febre do ténis toma conta de Vale do Lobo todos os anos no mês de Agosto, quando se inicia o Vale do Lobo Grand Champions, o único torneio português integrado no Delta ATP Senior Tour Champions, o circuito mundial de veteranos. Durante 4 dias de torneio, o court central da Academia de Ténis de Vale do Lobo acolhe alguns dos mais conceituados nomes do ténis mundial. Alguns deles voltando ano após ano para competir pelo importante título.  O grupo accionista Caixa Geral de Depósitos aliou-se a este importante evento desportivo na edição de 2007. O excelente ambiente de competição e boa disposição é uma das características mais marcantes deste evento, atraindo espectadores vindos de toda a Europa para a Academia de Ténis que se está a tornar no “Wimbledon do Algarve”. Os vencedores das edições anteriores foram: Bjorn Borg, John McEnroe, Jeremy Bates, Michael Stich e Jim Courier, vencendo fortes oponentes como Richard Krajicek, Yannick Noah, Henri Leconte e outros grandes líderes do Seniors Tour. Em 2006, John McEnroe foi destronado pelo recém-chegado Marcelo Rios, enquanto em 2007, o espanhol Sergi Bruguera foi o grande vencedor de um torneio que contou com o regresso a Vale do Lobo do lendário Björn Borg. Desde então que o director do torneio, Pedro Frazão tem vindo a comentar o possível regresso, da dupla Borg e McEnroe a Vale do Lobo já em 2008 – numa antevisão deveras emocionante! Com competitivos alinhamentos, reunindo alguns dos maiores tenistas de sempre da modalidade ao longo dos últimos 7 anos, o Vale do Lobo Grand Champions Caixa Geral de Depósitos é de facto um evento único a contemplar na programação de Verão.

Site: Vale do Lobo Grand Champions 2009

Spot Vale do Lobo Grand Champions 2009


Estoril Open 2009: Albert Montanes vence

Maio 11, 2009

A “garra” espanhola de Albert Montanes , o novo campeão do Estoril Open em ténis, aliada ao desgaste do norte-americano James Blake, obrigado a jogar no Court Central duas vezes no último dia, marcou a final da 20 edição. Montanes, que teve a sorte de completar na véspera o compromisso das meias-finais, diante o “outsider” chileno Paul Capdeville, recuperou a “tradição” do ténis espanhol no torneio português, reforçando a hegemonia do país ibérico no histórico do Jamor, agora com 10 triunfos. Apesar de mais “fresco” que Blake, Montanes teve, mesmo assim, de passar pelo sofrimento de dois “match-points”, quando servia para o 6-6 no segundo “set” e perdia por 15-40. Montanes salvou os dois pontos, levou o parcial para o “tie-break” e iniciou a reviravolta no marcador, ao ganhar o desempate por 8-6 (ao segundo “set-point”), depois de ter perdido o primeiro “set”por 7-5, precisamente no mesmo momento (servia para o 6-6). Esta foi apenas a segunda vez que um jogador se sagrou campeão no Estoril Open depois de salvar “match-points” na final. A primeira tinha ocorrido com o também espanhol Carlos Costa, em 1994, quando bateu o ucraniano Andrei Medvedev, por 4-6, 7-5 e 6-4, para ganhar o segundo troféu do torneio português. Salvos os dois pontos e ganho o “tie-break”, Montanes acabou por “esgotar” as forças que restavam a Blake, que nunca mais “apareceu” no Court Central, entregando a terceira e decisiva partida por claros 6-0. Esta foi a primeira vez, em 20 anos de história, que a final do Estoril Open foi decidida com um 6-0 e a segunda que teve os mesmos números arrasadores. Na anterior, em 2006, o sérvio Novak Djokovic perdeu o segundo parcial com o francês Richard Gasquet também por 6-0, mas acabou por se sagrar campeão, por 7-6 (9-7), 0-6 e 6-1. Profissional há 10 anos, este é apenas o segundo título (em cinco finais) conquistado por Montanes, depois do troféu ganho o ano passado no torneio holandês de Amersfoort, que já não figura no calendário do circuito. Depois das últimas quatro edições terem sido ganhas por membros da elite do “top-10”, o argentino Gaston Gáudio (oitavo na altura), o argentino David Nalbandian (terceiro), o sérvio Novak Djokovic (sexto) e o suíço Roger Federer (primeiro), Montanes é o jogador menos cotado (35), nos últimos seis anos, a sagrar-se campeão no Jamor.

EXPRESSO

Site: Estoril Open 2009


Estoril Open 2009

Maio 2, 2009

O regresso dos ex-campeões David Nalbandian e Nikolay Davidenko aos courts do Estoril Open, acompanhados pelo estreante James Blake, constitui um bom presságio para esta prova, cujo final é imprevisível. O argentino David Nalbandian e o russo Nikolay Davydenko são já figuras marcantes na história do Estoril Open. Nalbandian foi campeão em 2002 e 2006, enquanto Davydenko venceu em 2003 e sagrou-se vice-campeão em 2006 (precisamente diante de Nalbandian) e em 2008 (face a Roger Federer). Este trio de vencedores tem integrado, regularmente, o Top 10 mundial na presente década e representa, em conjunto, 33 títulos ATP, incluindo uma Masters Cup e quatro Masters Series, para além de três troféus da Taça Davis. O maior torneio de ténis de Portugal faz, assim, parte de uma divisão de elite do ténis, que inclui apenas outros 13 eventos, entre os quais as quatro provas do Grand Slam Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open.

Site: Estoril Open 2009

Spot Estoril Open 2009


Open da Austrália quer tenistas menos despidas

Janeiro 23, 2009

Alizé Cornet/ Gilles Simon

Os responsáveis do Open da Austrália querem impor limites no vestuário das tenistas. Ou na falta dele. Quem violar o «dress code» do primeiro torneio do Grand Slam de ténis do ano arrisca uma multa até 2000 dólares, qualquer coisa como 1500 euros. Para os organizadores do torneio, a indumentária «sexy» das tenistas está a passar das marcas. E a gota de água terá sido a forma como a francesa Alize Cornet se apresentou em Sidney recentemente, numa partida da Taça Hopman, com uma saia muito curta e um top semi-transparente. Wayne McKewen, árbitro do Open da Austrália, defende que é uma questão de profissionalismo. «Elas devem estar vestidas de acordo com o código de indumentária do ténis. As raparigas sabem que devem apresentar-se de modo profissional», afirma, citado pelo jornal australiano «Herald Sun». A antiga tenista Margaret Court concorda com as restrições. «O court de ténis não é o lugar para andar a mostrar tudo. As mulheres não precisam de se expor assim tanto. Se se é bom, pode-se mostrar boa aparência sem revelar tudo. Se elas acham que toda a gente vai estar a olhar para o corpo delas e têm roupa transparente, sem soutien, isso terá de afectar o jogo delas», afirma.

IOL Diário

Alize Cornet


Estoril Open 2008: Davydenko desiste e Federer vence a final

Abril 22, 2008

Estoril Open 2008 Roger Federer

Roger Federer é o vencedor da 19ª edição do Estoril Open, pois Nikolay Davydenko desistiu no segundo set da final. A final começou muito renhida, o número um do mundo venceu o primeiro set por 7-6 (7-5 no tie-break) mas perdia o segundo parcial (1-2) quando Davydenko decidiu abandonar a  prova. Davydenko avisou o árbitro de que sentia dores na perna esquerda e não podia continuar e explicou-o também a Federer. «Peço desculpas pessoal», pediu Davydenko quando recebeu o troféu de finalistas vencido. «Não é o que queríamos, mas acontece», lamentou Federer depois de receber o troféu de vencedor. Esta é a primeira vez que na final o título é ganho devido a uma desistência. Federer conquistou, assim, o primeiro torneio da temporada. Desde Novembro de 2007 que o tenista suiço não vencia uma competição. O líder do ranking ATP somou o 54.º título da carreira e o sétimo em terra batida, embolsando ainda o prémio de 59.100 euros. «Espero que tenham um estádio maior e melhor se eu voltar. Obrigado. Vemo-nos um dia destes.» afirmou o número um mundial.

Video resumo da final do Estoril Open 2008 (RTP).