Leilão “Bicicleta Solidária”

41 velocípedes doados pela população vendidos a preços que variaram entre 1 e 100 euros. A “Bicicleta Solidária”, iniciativa da Câmara de Aveiro, rendeu 350 euros que vão ser entregues a uma instituição de solidariedade social. Algumas dezenas de pessoas compraram bicicletas usadas com os preços a oscilarem entre um e 100 euros. Coleccionador de bicicletas, Elias Gomes, reformado, viajou de S. João da Madeira até Aveiro, para desembolsar 50 euros por uma velha bicicleta holandesa, “que deve ter 60 anos”, vendida pela Câmara de Aveiro através da iniciativa “Bicicleta Solidária” que rendeu 350 euros. Na Praça da República, no espaço de 45 minutos, foram vendidas 41 bicicletas – 26 de adulto e 15 de criança – não tendo comprador apenas seis bicicletas-triciclo que foram entregues ao Centro de Acolhimento Infantil de Aveiro. Houve de tudo um pouco no leilão da “Bicicleta Solidária”. Desde velhas “pasteleiras” até bicicletas todo o terreno em bom estado. Em armazém ficaram outros 15 velocípedes que se encontram em muito mau estado e que integrarão, possivelmente, uma segunda edição da “Bicicleta Solidária” no próximo ano. Durante um mês a autarquia incentivou os aveirenses a entregarem na loja da BUGA, em escolas, na Universidade, Hospital e Câmara, velhas bicicletas que já não usavam para serem vendidas a preços populares entregando a receita a uma instituição de solidariedade social. Elias Gomes nasceu “no meio das bicicletas” e considera que fez uma boa compra. “É uma bicicleta antiga e rara, agora vou restaurá-la”, disse ao JN. Empregado de mesa em Aveiro, Ramiro Alberto gastou 10 euros numa bicicleta. “É a primeira que tenho, tenho necessidade dela”, disse ao JN. “Há 30 anos que não tinha uma bicicleta, quando era pequeno tinha uma mas roubaram-ma logo”, acrescentou. Quem fez as compras para a família por 15 euros foi António Gonçalves, trolha, de S. Bernardo. Por cinco euros cada levou três. Para si, para a mulher e para o filho de 10 anos. “Ando muito a pé, mas a bicicleta faz-me falta”, afirmou enquanto a esposa Maria José não esconde a satisfação por deixar de ir a pé para o trabalho. Até o provedor da Misericórdia de Aveiro, Lacerda Pais, gastou cinco euros para comprar uma velha bicicleta. “Tenho uma na Barra e precisava de outra aqui para ir à pesca”. O dinheiro resultante da venda vai ser entregue a uma instituição de solidariedade social.

in Jornal de Notícias

Campanha Bicicleta Solidária – Reportagem @ RTP

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: