De Leiria a Xangai em jipe

 

Quatro portugueses partiram de jipe de Leiria para celebrar o dia de Portugal na Expo 2010. Aventureiros de sangue lusitano, descobridores de gentes e de culturas. É assim que Afonso Cerejo, Rui Gaspar, Luís Abreu e João Caiado se definem. Os quatro portugueses e amigos de longa data partiram sábado de Leiria, a bordo de dois jipes, e esperam alcançar a Expo de Xangai, na China, a 6 de Junho. A grande meta da viagem é a chegada à China a tempo de participarem nas comemorações do Dia de Portugal. Uma cruzada de 16 mil quilómetros com 13 países pelo meio com o intuito de celebrar também a união entre Portugal e a China. Nada que assuste o grupo de amigos de Leiria. “Esperamos chegar hoje a Zagrebe, na Croácia, e amanhã temos um almoço marcado com o nosso embaixador em Belgrado, na Sérvia, explicou Afonso Cerejo, 46 anos, mentor da odisseia, técnico industrial especializado em moldes e emigrante na China. Afonso Cerejo é quase um experimentador de tudo o que seja aventura e adrenalina. A sua primeira expedição foi feita até Moçambique, ao colo dos pais, com apenas 8 meses. Aos 7 anos teve o seu primeiro contacto com um Land Rover. Tem passado grande parte da vida a viajar e a experimentar a adrenalina desportiva, desde o atletismo, ao triatlo, BTT, todo-o-terreno ou karaté. “Os meus amigos chamavam-me papa-quilómetros”, revelou. Rui Gaspar, empresário de 54 anos, e Luís Abreu, um médico obstetra de 47 anos, também não são propriamente estreantes. O grupo já se juntou para outras aventuras antes da “missão Xangai”. Rui Gaspar já fez saber que fará as expedições que forem necessárias até cruzar todos os continentes. Luís Abreu cita José Régio para dizer: “Eu amo o longe e a distância…” João Caiado, de 26 anos, surfista e estudante, é o mais novo aventureiro e também o único que nunca esteve em Pequim. Por ser o menos experiente nestas andanças, confessou que as suas expectativas são um pouco vagas. “Vamos ver o que vai acontecendo”, explicou João Caiado, que é sobrinho de Rui Gaspar. “Fui eu que me fiz convidado para participar na expedição”, revelou, sem rodeios. O jovem, que está mais habituado a conquistar ondas do que a vencer distâncias, sublinhou, em tom de brincadeira, que a sua experiência em expedições está mais ao nível de um “Coronel Tapioca”. Quando muito, tem surfado em praias virgens, dorme em cabanas e mata mosquitos. Os quatro aventureiros levam várias lembranças de Portugal para a China, desde comida, música, Vinho do Porto, bacalhau, claro, e dois pequenos pinheiros – o Lis e o Leiria – que esperam deixar em Tongling, uma cidade da província de Anhui que tem um acordo de cooperação e amizade com o município de Leiria.

in Jornal de Notícias

Site: Leiria-Shanghai Expo 2010

Leiria-Shanghai Expo 2010 – Reportagem @ SIC

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: