FHM Calendário 2009 – Julho

Julho 1, 2009


Walkman faz 30 anos

Julho 1, 2009

O primeiro modelo do mais popular leitor portátil de cassetes chegou às lojas há 30 anos. O aparelho era azul e cinzento – e substancialmente maior do que qualquer moderno leitor de áudio. O Walkman foi o primeiro aparelho a massificar a música portátil. Mas, no que à tecnologia diz respeito, está longe de ter sido pioneiro. Os leitores portáteis de cassetes existiam há anos. O Walkman teve o mérito de ser um aparelho barato, prático (para os padrões da altura) e, sobretudo, bem publicitado pela Sony. Já em 1978, a própria Sony comercializara um leitor portátil de cassetes. Mas era demasiado caro para o consumo geral. Um dos administradores da empresa, porém, era fã do produto (usava-o nas longas viagens de avião) e deu instruções para que a empresa tentasse criar um leitor semelhante, mas com um preço que fosse comportável para a maioria das pessoas. A 1 de Julho de 1979, o Walkman chegou às lojas japonesas (mesmo antes das férias de Verão dos estudantes e com o objectivo de captar um público jovem). Não muito depois, o aparelho foi distribuído por outros mercados. A marca Walkman, contudo, esteve para ser usada apenas no Japão, havendo outros nomes planeados para introduzir os outros países: Soundabout nos EUA, Stowaway no Reino Unido e Freestyle na Suécia. Mas o facto de os cartazes publicitários já estarem impressos com a palavra Walkman antes de se colocar a hipótese dos vários nomes acabou por determinar que a marca pensada para o Japão (e em parte escolhida devido à enorme popularidade do Superman naquela época) seria usada ao nível global. O primeiro mês após o lançamento foi decepcionante: apenas três mil unidades foram vendidas e a imprensa e os comerciantes começavam a duvidar do sucesso da ideia. Mas a Sony reagiu rapidamente com um grande esforço de marketing. Como forma de campanha, a Sony ofereceu Walkmans a celebridades para que estas o usassem. Os funcionários das lojas também tinham Walkmans e incentivavam os clientes a experimentá-los. E os próprios funcionários da Sony passeavam-se pelas ruas japonesas com um Walkman. A empresa teve ainda de combater a má imagem associada aos grandes auscultadores (que, mais tarde, chegaram a ser moda). A estratégia deu resultados: as vendas dispararam, as primeiras 30 mil unidades produzidas esgotaram no final de Agosto e, antes do fim do ano, o produto era um sucesso e estava pronto para marcar o mundo da música da década de 80. Depois do primeiro Walkman, seguiram-se vários modelos com a mesma marca. E a designação não se esgotou nos leitores de cassetes – foi usada para outros leitores de áudio da Sony, incluindo leitores de CD, de míni-discs (uma tecnologia que nunca vingou) e nos modernos leitores digitais. Recentemente, a BBC fez com que um adolescente de 13 anos usasse durante alguns dias o primeiro modelo do Walkman em vez do habitual iPod. Foram precisos três dias para que o jovem descobrisse que a cassete tinha dois lados.

in Público

Walkman faz 30 anos – Reportagem SIC


Benfica tricampeão nacional de futsal

Julho 1, 2009

O Benfica sagrou-se tricampeão nacional de futsal após vencer um Belenenses que deu luta até ao final. Num 5.º e decisivo jogo da final do “playoff”, os encarnados só no prolongamento conseguiram vergar a resistência azul. Ricardinho (7′ e 48′), Rogério Vilela (20′) e César Paulo (43′) fizeram os tentos do clube da Luz, enquanto Diego Sol (28′), Miguel Almeida (39′) e Caio Japa (50′) marcaram pelos visitantes.

in Record


Cartoon…

Julho 1, 2009

Anda tudo num pantanal…mas este homem nunca cai
Cartoon do Carlos Laranjeira (in Correio da Manhã)

Portugueses mantêm os escudos em casa

Julho 1, 2009

Os portugueses continuam agarrados à antiga moeda nacional, o escudo, e mantêm em casa notas que estão já fora de circulação no valor total de 110,46 milhões de euros. No final do ano passado, esse valor ascendia a 196,3 milhões, mais de duas vezes o valor que o Real Madrid pagou pelo passe de Cristiano Ronaldo. Os dados estão inscritos no relatório de 2008 do Banco de Portugal e mostram que no final desse ano os portugueses tinham na sua posse 39,53 milhões de notas da moeda antiga. Actualmente, estão ainda por recolher 12,39 milhões de notas de escudos, já que até ao ano passado o regulador recebeu 27,15 milhões. Em termos de quantidade, são as notas de 500 escudos as que estão mais disseminadas, já que estão por trocar 4,53 milhões (o equivalente a 11,31 milhões de euros). Se olharmos para o valor, as notas de cinco mil escudos são as que representam uma maior fatia: os portugueses têm em casa 40,29 milhões de euros nesta moeda. Recorde-se que com a entrada em circulação do euro o Banco de Portugal manteve a dupla circulação de notas entre Janeiro e Fevereiro de 2002. De então para cá, os escudos perderam validade na forma de pagamento. As notas podem contudo ainda ser trocadas na tesouraria das diversas delegações do Banco de Portugal, nas capitais de distrito. O prazo para a troca de notas é contado a partir de vinte anos após a retirada de circulação da série. As próximas notas cujo prazo de troca está a prescrever são duas: a de cem escudos com a imagem de Barbosa du Bocage e a de 500 escudos com a imagem de Francisco Sanches, ambas com data de prescrição no dia 1 de Junho de 2010. Em Novembro de 2011 finda a hipótese de troca da nota de mil escudos com a cara de D. Pedro V. Em 2012 é a vez da célebre nota de cem escudos com o rosto de Fernando Pessoa e a de cinco mil escudos com a imagem de António Sérgio. As restantes vêem o prazo de troca prescrever em 2018 e 2022. Quem não se puder dirigir às delegações do banco central pode enviar a nota por correio e receber a verba por via postal ou transferência bancária. Uma Fortuna em Notas Antigas: 5000 mil escudos Quantidade: 1,62 milhões Valor: 40,29 milhões de euros; 10 000 mil escudos Quantidade: 410 mil Valor: 20,60 milhões de euros; 1000 mil escudos Quantidade: 3,98 milhões Valor: 19,83 milhões de euros, 2000 mil escudos Quantidade: 1,85 milhões Valor: 18,43 milhões de euros; 500 escudos Quantidade: 4,53 milhões Valor: 11,31 milhões de euros.

in Correio da Manhã

Os portugueses ainda guardam antiga moeda nacional (Escudo) em casa – Reportagem SIC


Playboy Playmate Calendário 2009 – Julho

Julho 1, 2009